Sandvik SAF 2507

Teste comparativo

Testes extensivos em uma variedade de aplicações de usinagem mostraram que as barras de Sandvik SAF™ 2507 ofereceram melhor capacidade de usinagem do que o material concorrente mais próximo com vida útil de ferramenta 23% melhor e economias gerais em todos os componentes usinados:

  • 168 orifícios perfurados antes de falha da ferramenta, contra 135 do material concorrente
  • 168 orifícios rosqueados, contra 112
  • Desgaste da ferramenta menor que 0,3 mm para todas as operações
  • Melhor formação de cavacos
  • Menor consumo de energia

Matrizes de inserção e portas-ferramentas Sandvik Coromant foram usados em todos os testes realizados.

Need to know more?

Call us Email us

Escopo do projeto

Comparar a capacidade de usinagem do Sandvik SAF™ 2507 com a do material concorrente mais próximo.

Operações:

Torneamento, perfuração e abertura de roscas fêmeas com dados de usinagem especificados.

Parâmetros:

  • Ferramentas de corte e desgaste da ferramenta
  • Acabamento da superfície da matéria-prima
  • Consumo de energia da ferramenta de usinagem
  • Formação e afastamento de cavacos durante a usinagem

Torneamento

  • Usinagem bruta e média nas velocidades de corte de 60, 80, 100 e 125 m/min
  • Barra circular com diâmetro de 100 mm

Critérios de teste;

  • Falha da ferramenta de corte ou desgaste lateral de 0,3 mm

Falhas da ferramenta de corte consideradas:

  • Fratura de borda
  • Deformação plástica
  • Rebarbação
  • Desgaste do entalhe
  • Desgaste lateral

Turning.jpg

Dados de corte

Geometria da matriz de inserção CNMG 120412MM
Classe GC2025
Avanço 0,3 mm/rev
Refrigerante Castrol Alusol SL 51XBB
Ferramenta de usinagem MAZAK INTEGREX MACH 2

Resultados

  • Sandvik SAF™ 2507 apresentou melhor desempenho em termos de vida útil e desgaste da ferramenta
  • A classe oferece vida útil mais longa em ambas as operações de torneamento bruto e médio
  • O desgaste médio da ferramenta para a classe sempre foi menor do que o critério de teste de desgaste da ferramenta de 0,3 mm
  • O material concorrente teve o maior desgaste e a menor vida útil da ferramenta, com 60 e 125 m/min, respectivamente
Vc m/mm Sandvik SAF™ 2507 1,4410 (concorrente) % de economia
60 1.100 segundos 886 segundos 24
80 690 segundos 663 segundos 4
100 610 segundos 610 segundos -
125 478 segundos 390 segundos 22

Average tool wear diagram3.jpg

Formação de cavacos

Teste concluído com:

  • Velocidades de corte de 70 e 90 m/min
  • Cortes com cinco combinações diferentes de avanço e profundidade

A classe oferece melhor quebra de cavacos nas velocidades de avanço baixa e alta em comparação com o material concorrente e foi alcançado um formato de hélice curta. Cavacos curtos permitem uma operação de corte melhor, vida útil da ferramenta mais longa e tempo de afastamento de cavacos menor na ferramenta de usinagem.

Perfuração

Critérios de teste:

  • dos orifícios alvo: 257
  • Velocidade de corte: 40 m/min
  • Velocidade de avanço: 0,08 mm/rev

Ferramenta de perfuração:

  • 8,7 5xD Cod. 860.1-0870-044°1-MM 2214

Análise do teste:

  • Capacidade de usinagem
  • Vida útil da ferramenta
  • Consumo de energia
  • Formação de cavacos

O Sandvik SAF™ 2507 produziu 168 orifícios contra 135 orifícios do material concorrente e consumiu 18% de energia em comparação com o consumo de 30% do material concorrente.

SAF 2507 drilling.jpg

Abertura de roscas fêmeas

Critérios de teste:

  • dos orifícios rosqueados: 257
  • Velocidade de corte: 4 m/min

Ferramenta de abertura de roscas fêmeas:

  • 5 6H – Código E404M10

Análise do teste:

  • Falha da ferramenta

O Sandvik SAF™ 2507 abriu roscas fêmeas em 168 orifícios contra 112 da material concorrente e ainda pode ser usado para outras aberturas. A ferramenta de abertura de roscas fêmeas usada para o material concorrente apresentou falha de rebarbação na ponta da ferramenta.

Tapping complete.jpg